Telefone
(45) 3378-5060

Sinistro Residencial

1- Como devo proceder quando ocorrer sinistro em minha residência?

Ocorrendo qualquer sinistro em sua residência, entre em contato com: - Dullius Corretora (45) 3378-5060; (45) 8802-4935; (45) 8802-4936.

- Na impossibilidade ligue para a central de atendimento 24hs da sua seguradora e posteriormente informe a Dullius Corretora de Seguros.

MANTENHA O CARTÃO DA ASSISTÊNCIA 24 HORAS SEMPRE EM LOCAIS VISÍVEIS EM SUA RESIDÊNCIA.

Antes da comunicação algumas providências devem ser tomadas:

- Caso sejam necessários reparos de emergência, limpeza ou vigilância do imóvel, solicite os serviços da Assistência Residencial se contratado na sua apólice. Para isso, ligue para assistência 24hs da sua seguradora.

- Registre a ocorrência do sinistro junto às autoridades competentes, se for o caso.

- Preserve todos os bens atingidos pelo sinistro e passíveis de reaproveitamento, pois após indenizados, passam automaticamente à propriedade da Seguradora.

- Apresente todas as provas da ocorrência do sinistro, da existência e quantidade dos bens reclamados;

- Conserve todos os indícios e vestígios deixados no local e nos bens segurados, enquanto for necessário para constatação e apuração da seguradora;

- Depois que as providências emergenciais já tiverem sido tomadas, entre em contato com a Dullius Corretora para comunicação do sinistro, com as seguintes informações em mãos:
- Data e hora do evento
- Descrição do acidente
- Telefones de contato
- Descrição e valor estimado dos prejuízos.

- Siga as orientações do atendente e aguarde o contato do vistoriador.
2- Quais os documentos necessários para abrir um sinistro?
De forma geral os documentos necessários para dar entrada nos sinistros juntos às seguradoras são:

Quando Pessoa Física, apresentar também:
• Cópia do R.G. ou documento de identificação;
• Cópia do C.P.F.;
• Cópia do Comprovante de Residência.

Quando Pessoa Jurídica, apresentar também:
• Cópia do Cartão do C.N.P.J.

Incêndio:
Carta do segurado comunicando o sinistro,
Cópia do boletim de ocorrência policial,
Cópia do Laudo do Instituto Criminalista,
Cópia do laudo do corpo de bombeiros,
Orçamentos prévios, detalhados para reparos dos danos,
Notas fiscais de aquisição e manuais do objetos sinistrados,
Relação detalhada dos prejuízos em objetos especificando quantidades,
tipo, modelos, data de aquisição e preço de reposição.
Danos elétricos:
Carta do segurado comunicando o sinistro,
Orçamentos prévios, detalhados para reparos dos danos.

Vendaval:
Carta do segurado comunicando o sinistro,
Boletim meteorológico,
Orçamentos prévios, detalhados para reparos dos danos.

Impacto de Veículos:
Carta do segurado comunicando o sinistro,
Cópia do boletim de ocorrência policial,
Orçamentos prévios, detalhados para reparos dos danos.

Vidros:
Carta do segurado comunicando o sinistro,
Orçamento para reposição dos vidros quando não for efetuada pela seguradora.

Roubo de Bens:
Carta do segurado comunicando o sinistro,
Cópia do boletim de ocorrência policial,
Orçamentos prévios, detalhados para reparos dos danos,
Notas fiscais de aquisição e manuais do objetos sinistrados,
Relação detalhada dos prejuízos em objetos especificando quantidades,
tipo, modelos, data de aquisição e preço de reposição.

Demais Coberturas:
Os documentos necessários à comprovação dos prejuízos serão solicitados em função do evento.

Finalmente um termo de Quitação com indicação do banco, agência e conta corrente, exclusivamente do segurado, para crédito do valor da indenização.

Nota: Outros documentos necessários à comprovação dos prejuízos poderão ser solicitados no decorrer da regulação do processo.
3- Quando devo pagar franquia no seguro residencial?
A franquia do seguro residencial segue as determinações descritas na apólice,
e varia conforme a seguradora e a cobertura contratada.

No geral, a franquia é calculada aplicando-se um percentual pré-fixado
no contrato sobre os prejuízos apurados e será descontada do valor da indenização.">
4- O que devo colocar na minha Relação de Bens?
Na ocorrência de um sinistro, o segurado deverá apresentar
as notas fiscais dos bens danificados ou roubados de sua
residência para receber a indenização.
Para facilitar essa comprovação, algumas seguradoras exigem na contratação do seguro uma Relação de Bens, descrevendo todos os equipamentos de valor contidos na residência, com seus respectivos modelos e números de série.

Para compor essa Relação, recomendamos que o segurado imagine todos os bens que um infrator levaria de sua residência e/ou que provavelmente sofreria algum dano elétrico.

Um exemplo são os objetos eletroeletrônicos, geralmente muito visados: Televisores, DVDs, Computadores.
5 - O seguro residencial cobre roubo de jóias?
O seguro residencial em geral não cobre roubo de jóias, obras de arte, dinheiro ou cheque, titulos e similares. Esses objetos possuem seguros específicos e devem ser mantidos obrigatoriamente em cofres específicos. Consulte nossa corretora e conheça alguns seguros residenciais que possuem essa cobertura.
6 - Dicas para a segurança de sua residência:
- Ao sair de sua residência certifique-se de que todas as portas e janelas estão devidamente trancadas. Não deixe as chaves debaixo de tapetes e/ou sob vasos;
- Evite ligar diversos aparelhos em uma única tomada elétrica;
- Evite armazenar dentro de sua residência bujões de gás ou materiais explosivos.
- Em caso de trovoadas desligue os aparelhos das tomadas elétricas;
- Caso viaje deixando a residência vazia por vários dias, peça à alguém para recolher a correspondências, jornais, revistas, bem como verificar portas e janelas;
- Em caso de incêndio não utilize elevadores.